+44 77 5155-7925 | +55 45 99908-2121 contato@bastidorestraining.com

Muitos professores e bailarinos não compreendem a real importância da Preparação Física para Bailarinos e existe uma lacuna gigantesca entre a pesquisa em Ciência da Dança e a prática da dança.

Lesões crônicas na dança

Acontece que lesionar hoje é tão comum que é considerado “normal”, mesmo em crianças de 10 anos, logo na fase em que estão aumentando a carga de aulas e ensaios, e, infelizmente, muitas das lesões são ocasionadas por excesso, é o que chamamos de lesões crônicas.

Para entender melhor o que é uma lesão crônica vamos imaginar por exemplo uma folha de papel e uma caneta. Se você encostar a caneta na folha você pode fazer um belo desenho, mas se você continuar engrossando as linhas do seu desenho para tentar deixar ele “perfeito” uma hora a folha vai rasgar em um dos pontos em que você passou a caneta mais vezes.

O mesmo acontece com o nosso corpo. Se você fizer um movimento você não vai se lesionar, mas se você repetir muitas vezes o mesmo movimento alguma parte do seu corpo que foi solicitada muitas vezes pode não aguentar. O famoso ditado popular “água mole em pedra dura tanto bate até que fura” é uma excelente analogia para entender o que é lesão crônica.

Como treinar sem lesionar

“Mas a concorrência é muito grande e eu preciso ensaiar muito para adquirir a técnica que eu gostaria ou que meu professor/coreógrafo exige para que eu conquiste o papel de destaque na peça!”.

O que é certo então para adquirir uma boa técnica e não lesionar? Fazer duas aulas todos os dias? Uma aula todos os dias? Uma aula três vezes na semana? A resposta certa é: DEPENDE.

Depende da intensidade da aula, depende dos movimentos que você faz, depende do que mais você faz no seu dia, depende das suas horas de sono, depende do que você come e depende principalmente se o seu corpo está preparado para aquela sobrecarga. Ou seja, essa resposta é completamente INDIVIDUAL.

Como eu posso saber quando meu corpo está preparado?

Existem testes de força, flexibilidade, postura, capacidade aeróbica e anaeróbica que podem fornecer informações importantes sobre o seu estado físico atual. Mas esses testes são só metade do caminho, o profissional de Educação Física responsável pelo seu treinamento precisa entender de dança e manter contato com os seus professores para tentar estimar (infelizmente não temos como medir precisamente porque precisamos de equipamentos laboratoriais para isso) a intensidade das aulas que você faz.

Dessa forma temos uma equação simples que será representada abaixo:
Se sua força é 10 e a força que você precisa para dançar é 12 você vai machucar, porque você precisa de 2 forças a mais. Mas se sua força é 14 e você precisa de 12 você não vai machucar, porque você ainda tem 2 forças a mais do que a sua dança requer.
Então a importância da Preparação Física é deixar o seu corpo preparado para o esforço que você precisa realizar, independente se sua necessidade é de uma aula por dia ou de 8 horas por dia dançando.

Não podemos dizer que preparando o seu físico você NUNCA vai machucar, porque todos os esportes e atividades de alto rendimento estão predispostos a lesões, já que tentamos sempre alcançar o nosso máximo. Mas, com certeza, podemos dizer que a probabilidade de você lesionar seria consideravelmente reduzida.

Quando começar a treinar

Quanto mais cedo você começar com a preparação física mais garantia do sucesso desse trabalho você terá. Porque uma vez lesionado retornar ao corpo saudável sem parar de dançar é uma tarefa muito árdua, e quando você já faz atividades por 6 horas por dia acrescentar mais duas horas de treinamento especializado por semana pode até ser uma sobrecarga maior, se não for adequada por profissionais conscientes.

Quais os benefícios do treino para bailarinos?

A Preparação Física pode te ajudar a melhorar o seu desempenho com exercícios específicos para os passos que você não dá conta de fazer nas aulas ou coreografias, já que muitas vezes o insucesso na realização de um passo não é devido à falta de consciência técnica, mas sim pela falta de capacidades físicas para realizá-lo.

Todas as modalidades esportivas de alto rendimento possuem profissionais da área do treinamento em equipes multidisciplinares compostas por profissionais de Educação Física, Fisioterapia e Nutrição, dentre outros, para preparar seus atletas. Está na hora de introduzirmos esse trabalho na dança!

Lembre-se: seu corpo não vai avisá-lo quando for lesionar. Quando você sente dor significa que a sua caneta já furou o seu papel e agora você terá que esperar consertar a folha antes de continuar desenhando. Ainda brincando com essas analogias, o que você quer ser? Uma cartolina ou um papel de seda?